Monday, September 27, 2010

Para ti,

Sei o que custa o que sentes agora. gosto de ti. respeito-te e tive o teu ombro noutros tantos tombos. Sofro contigo ao ver-te assim. Sofro com a minha impotencia e a amizade não ameniza dor. E não colmata sentimentos. Outros, os outros os que te sugam de ti. Digo-te que passa... vai passar não vais querer saber. Porque hoje doi. Mas tu sabes. E a Mulher (M MAIUSCULO) que és esconde-se atrás da menina que hoje saiu à rua. E queria muito fazer-te ficar melhor, com mimmos e castanhas em Santa Catarina, porque amanha já passou... mas sabemos que não passou... sabemos que só quando cair o Inverno o teu coração vai aquecer. E enquanto isso os silêncios vão continuar. Enquanto isso o telémovel vai continuar a causar-te esperanças vãs sempre que tocar. vais ficar desiludida quando perceberes que afinal não é ele. vais ler e reler mensagens no facebook para lhes encontrares um sentido e vais querer desligar o chat. E só sais à rua quando chve para disfarçar as lágrimas que rolam. vais querer fechar as portas e as janelas que te mostram ao mundo. vais perguntar porque, quantas mais vezes e vais rever a tua vida como um filme..vezes e vezes sem conta para lhe encontrares um sentido... o sentido de ti. porque te perceberam mal. porque foram intolerantes. Porque não se entregou, porque não quiz saber. e vais querer ir aos sitios onde estiveram, como se à procura das recordações. lembrar-te só dos bons momentos pelas pequenas coisas. E vai doer-te o peito desmesuradamente. E vais ouvir as musicas que ouviram até se esgotar o MP3. E vais apagar as sms que ate hoje insistes em guardar, e queres apagar o mais e as mensagens FB ... e o numero, tirar o numero da memoria como quem rasga a folha de um livro e atira-la ao vento, que a leve e que te leve da angustia. mas... e a vida dá muitas voltas e só a vida te mostra o caminho. o caminho que percorrias podia ser só desvio. Ou então era o caminho principal e o desvio chegou agora. e voltarás...se assim tiver de ser. se estiver escrito. nas estrelas, mesmo que tenhas de apanhar comboio e andar kilometros por outro trilho. Eu sei que tens o coração em farrapos pelo que não sabes, pelo que perdeste e pela saudade. E eu sei que é. Mas também sei que a mulher que és vai tomar conta de ti.

1 comment:

Clau said...

Não é obviamente para mim, mas... chiça, "é para mim também".

Blog Archive

papoilas e cerejas e chocolate e raios de sol da manhã